A lista negra

Resultado de imagem para a lista negra  Hello people! Hoje a resenha é sobre um livro que estava doida pra ler, então assim que o adquiri já corri pra começar a leitura. Muitas pessoas tem problemas no colégio. Acabam se sentindo excluídas por não serem populares ou até mesmo por serem menosprezadas pelas líderes de torcida e jogadores de futebol: O modo de vida americano, recorrente de quase todas as tramas adolescentes.
  Nick e Valerie eram inseparáveis. Ambos com problemas familiares, se entendiam como ninguém, e tinham várias coisas em comum. Uma delas era o ódio: Aos pais que sempre brigavam, a garota que quebrou o mp3 player de Val, o garoto que implicava com Nick todo santo dia... Todo esse rancor se transformou em uma lista negra, com os nomes de todos aqueles que mereciam pagar pelo que fizeram.
  No dia 02 de maio, mais um dia comum, Nick Levil entra armado na praça de alimentação, determinado a resolver de vez o problema. 


Era como se o mundo e eu fôssemos os melhores amigos. Ou piores inimigos.
Resultado de imagem para evan peters gif american horror story

  Após o tiroteio, a vida de todos mudam. As pessoas precisam lidar com o que aconteceu e seguir em frente. É fácil falar, quando não se é a ex-namorada do assassino. Valerie precisa voltar a escola depois do ocorrido, e é uma das coisas mais difíceis de sua vida. O que é pior? Encarar todos aqueles que sobreviveram e a odeiam? Ou as carteiras vazias, dos colegas que se tornaram vítimas daquele garoto em que confiava tanto? 
  Acho que esse livro é importantíssimo, pois mostra que nem sempre sabemos o que se passa na mente das pessoas, até mesmo daqueles que amamos. A mensagem de superação é nítida, não só da nossa protagonista, mas como a de seus pais, dos pais das vítimas, e etc. Eu recomendo pois é uma leitura gostosa e fluída de se fazer, mas não há reviravoltas na história. Apesar do tema, é uma obra tranquila de se ler. 

As pessoas fazem isso o tempo todo. Acham que sabem o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tomar cuidado, pode arruinar a sua vida.  

  A edição é linda, a capa conta com alguns relevos, como se fossem rabiscos de lápis. A cada capítulo, temos alguns desenhos de estrelas ou algo parecido, e sempre uma data no início ou uma manchete de jornal, mostrando um pouco sobre cada vítima, o que sua família disse e como ela morreu. Achei isso importantíssimo, pois nos faz sentir mais próximos do que aconteceu. 

O tempo nunca acaba. Como há sempre tempo para a dor, também há sempre tempo para a cura.
Resultado de imagem para nina dobrev gif

  Enfim, recomendo muito. Jennifer Brown tem um talento inegável para nos emocionar, e tornar a história tão humana quanto possível. 


6 comentários:

  1. Ola
    Comentários positivos acerca desse livro é o que não faltam, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de conferir. Apesar disso, já li outra obra da autora e gostei da forma como desenvolve o enredo. Por isso, Lista negra continua na minha lista de desejados e espero poder conferir em breve! Adorei as suas impressões, o que me fez lembrar que preciso priorizar essa leitura
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bom?
    Adorei seu blog e a sua resenha, fiquei com vontade de ler.
    Eu também tenho um blog sobre resenhas e outras coisas, se quiser da uma olhadinha:
    https://umapalavrasobremim.blogspot.com.br/

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oie! Tudo bem?

    Em um primeiro momento esse livro não despertava meu interesse, mas agora após realizar a sua leitura, com toda a certeza colocarei ele na minha lista de desejados e espero conseguir realizar a leitura dele em breve!

    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Oi, nossa, que tema pesado, não é? Eu não conhecia o livro, mas lembrou muito os livros de Jennifer Niven. Eu gostei das suas impressões e isso me deixou com uma vontade de ler o livro. Acho que é importante a leitura, principalmente pra entender que cada um pensa de uma forma, mas que a gnt pode ajudar o outro apesar disso.

    ResponderExcluir
  5. Eu li este livro em 2013 e na época gostei bastante do enredo, mas confesso que o final e a conclusão da história, foi um pouco acelerada. mas ainda assim, este livro deveria ser leitura obrigatória nas escolas, porque a mensagem é muito pertinente.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Sou louca para ler esse livro, acho a temática dele super importante e também a forma com que é abordada é completamente diferente.
    Imagino que deva ser uma leitura um pouco difícil mas super necessária

    ResponderExcluir

© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.