A princesa do Baile da meia-noite

Resultado de imagem para a princesa do baile da meia noite  Aposto que muita gente aqui já assistiu aqueles filmes da Barbie, né? Eu era especialmente apaixonada pelo longa que contava a história das "12 princesas bailarinas", e quando vi esse livro LINDO, já quis de cara por me lembrar dessa história que sempre amei. A princesa do baile da meia noite, escrito pela minha xará Jessica Day George, conta uma história encantadora de 12 princesas, que perderam a mãe muito cedo e vivem com o pai, o Rei de um reino que ainda está muito abalado após a dura guerra que enfrentou.  
  As garotas não costumam sair do castelo, porém sempre que acordam, suas sapatilhas de dança estão gastas, e elas vivem precisando repor. Mas, ninguém as vê dançando em seus quartos, ou em parte alguma do grande palácio. Aonde as meninas vão, e porque não falam nada a ninguém? Cada dia elas parecem mais e mais exaustas, mas seus sapatos de dança continuam sendo usados, e ninguém consegue descobrir o porquê. Isso é, até Galen chegar a cidade. 
  Galen é um soldado orfão, que perdeu ambos os pais e sua irmãzinha na guerra. Criado desde sempre em meio a batalha, sabe se virar muito bem, desde sua experiência com armas até mesmo tricotando suas próprias meias. Ao saber do dilema que tira o sono do rei, a respeito de suas meninas, ele se dispõe a ajudar a descobrir o que está acontecendo, custe o que custar (e pode sim, custar muito!). 

Ele era a essência dos pesadelos, dos contos narrados em acampamentos. 
Resultado de imagem para crying eye  gif

  Por ter um grande número de personagens (12 princesas, recapitulando), não consegui imaginar direitinho cada uma delas pois tenho dificuldade de memorizar. Então me foquei só em Rosa, a irmã mais velha, e protagonista dessa história. Apesar de ser um livro juvenil, o conto é lindíssimo, e não é daqueles onde tudo é fofinho e bonitinho, tem horas em que fiquei realmente temendo pelo destino das irmãs. Achei o plot bem desenvolvido, e foi uma leitura muito rápida, pois estamos falando de apenas 200 páginas. Super recomendado pra quem quer uma leitura leve e gostosa de fazer! 

Doctor Who: The vault

Imagem relacionada  Oi queridos, tudo bem? Hoje os Whovians vão pirar! O livro da vez é o "Doctor Who: The Vault", Vault significa cofre. Que eu curto esses livros diferentões todos vocês sabem, e já tenho esse de DW há algum tempo, mas não havia lido ainda. 
  Esse livro LINDÍSSIMO é capa dura, repleto de fotos, entrevistas, citações, depoimentos, sketchs, enfim, tudo que um fã AMA! Pra quem não faz idéia de que série é essa, só conferir a resenha aqui. 
   The Vault foi uma experiência incrível para mim, como fã, pois é difícil demais encontrar coisas sobre as primeiras temporadas dessa série gigantesca - se contarmos todas as seasons, dá 36! E 26 dessas são as antigas, portanto, quase impossíveis de encontrar para assistir). Foi bem bacana acompanhar como tudo começou, quais foram as preocupações dos produtores no começo, e como a tecnologia ajudou na produção dos novos episódios e ajudou no planejamento de novos projetos. De início, o plano era que Doctor Who fosse uma sitcom, gravada ao vivo. Porém, na época eles precisariam realizar muitos cortes pois os efeitos eram precários, então, a idéia foi deixada de lado e o seriado foi para a tv britânica. 
  Talvez o segredo da longevitude dessa série seja o formato, que continua o mesmo. Um Doctor, seus companions (companheiros), sua nave. Viajando pelo espaço e tempo, visitando cenários que já conhecemos e fizeram parte de nossa história (Segunda Guerra, Pompéia, etc), e inventando lugares que não ficam para trás, e nos remetem a algo longe de nossa realidade. 

Considerando que ele é um alien, ele é mais humano do que o melhor humano que você possa imaginar.
Resultado de imagem para david tennant gif

  Esse não é um livro que te contará a história em si da série, e sim quais foram os desafios na hora de produzi-la, como escolheram aquele ou outro ator, como foram feitos os monstros, efeitos, naves, e coisas do tipo. É indicado pra quem já conhece a série e é fã, senão pode se tornar massante. Eu particularmente adorei saber como lá em 1960 eles fizeram os efeitos especiais, e também curti saber curiosidades sobre uma das minhas séries favoritas. E é isso! Espero que tenham gostado, irei trazer mais resenhas sobre livros como esse, sobre diversos outros assuntos, séries, filmes e etc. Beijos! 

Doctor Who

  Acho que muita gente por aqui curte séries, né? Seriados são tudo de bom. Mas vocês conhecem uma das séries mais antigas do mundo? Não, não é Simpsons! É Doctor Who! Explicar Doctor Who é quase impossível, visto que nem eu mesma sei direito como tudo começou. Então vou simplificar: Doctor se chama assim pois ninguém no mundo sabe seu nome, e ele é conhecido por ajudar pessoas, seres, enfim, de todos os lugares e planetas possíveis. A série estreou em meados de 1960, e após um longo período de hiato, retornou em 2005. Interpretado por diferentes atores ao longo dos anos, Doctor Who é um alienígena em forma de humano, que viaja pelo espaço e tempo com sua nave, chamada Tardis. Por fora, ela se parece com uma cabine policial, mas é muito maior por dentro. Os Timelords, pessoas que podem viajar pelo tempo, não gostam de viajar sozinhos. Então ele sempre escolhe ao acaso algum mero mortal humano para levar com ele, e assim compartilhar várias aventuras (sessão da tarde much?). Eles se regeneram a um ponto da história, para assim dar lugar ao novo ator que irá interpretá-lo. A cada regeneração, o Doctor continua o mesmo por dentro, mas sofre algumas alterações na personalidade (e na aparência, claro). 

Tudo que já aconteceu e tudo que ainda irá acontecer. Por onde quer começar?
Resultado de imagem para doctor who gif tardis

  Os produtores exploram muito bem o show. Podemos ter uma experiência bem nonsense em um episódio, onde tudo que é de plástico se revolta contra os humanos, mas também temos episódios incríveis e emocionantes, como o que é focado em Agatha Christie, Hitler, etc. Além de ser uma bela aula de história, Doctor Who trata de assuntos bem atuais, e conta com muuuitos atores convidados (metade do elenco já fez Harry Potter, inclusive um dos Doctors). Quando nos referimos a eles, usamos números. Primeiro Doctor, segundo, e assim vai. Quando a série voltou a televisão, tudo começou com o 9º Doctor, e atualmente estamos aguardando a estréia da nova temporada com a primeira doctor mulher, 13ª! (ORGULHO QUE NÃO CABE EM MIM). Enfim. Vem conhecer um tiquinho mais dessa maravilha, que por sinal, tá na netflix! 

Doctor Who  
Estréia: 1963 / 2005
26 temporadas (série clássica) - 10 temporadas (série atual)
Finalizada? Não!
Episódio favorito: 05x10 - Vincent and the Doctor. Eu vou até escrever mais aqui, porque esse é o meu episódio favorito de TODAS AS MINHAS SÉRIES. Eu sempre choro quando assisto, toda vez mesmo. É incrível a delicadeza e pureza com que fizeram ele todo, e mesmo que você não tenha assistido nenhum episódio da série ainda, por favor assista esse e não vai se arrepender! 
Personagem favorito: 11º 💗 
Simplesmente porque ele é o doctor mais fofo, engraçado, inteligente e lindinho de todos os Doctors. Resultado de imagem para matt smith gif

Quotes:

O amor não é uma emoção. O amor é uma promessa.

Algumas pessoas vivem mais em 20 anos do que outras vivem em 80.

Nunca confie em um abraço. É só uma maneira de esconder o seu rosto.



Alice: Madness Returns

  Faaala queridos, tudo bom? Quem estava querendo dicas novas de jogos, chegou na hora certa! Hoje vou falar pra vocês sobre Alice: Madness Returns. SIM! Essa Alice é a mesma, que vai parar no país das maravilhas e vive altas aventuras por lá. Porém, essa versão é bem mais sombria do que o conto original. 
  Alice foi acusada de iniciar um incêndio na casa de sua família, matando assim seus pais e sua irmã. Após anos internada em um sanatório, por conta do acontecimento e de sua insistência em viver no seu próprio mundo de fantasia (uma forma de escapar da tragédia), ela recebe alta e volta para Wonderland. O que Alice não esperava, era que tudo estivesse bem diferente de como ela se lembrava. 

A memória é mais um maldição do que uma benção.
Resultado de imagem para alice madness gif

  O mal assombra o País das Maravilhas, e ela precisa descobrir porquê e deter o que quer que seja, antes que seja tarde, e em meio a isso, descobrir o que realmente aconteceu com a sua família. O jogo começa na floresta, onde tudo é bonito e mágico, até mesmo os monstros. Mas conforme vamos avançando, é de ter calafrios o que essa garota enfrenta. Sua roupa muda de acordo com cada fase, e já adianto que cada uma é LINDA a sua própria maneira. Mesmo se tratando de um jogo macabro, a produção não deixou a desejar em momento algum. O gráfico é perfeito, e o movimento do cabelo dela meio que hipnotiza a gente, pois o jogo foi lançado em 2011 com uma qualidade de gráfico muito superior do que o da época.

Imagem relacionada

Imagem relacionada

  Além de ser um jogo lindo (sério, se eu fosse tacar gif de tudo que acho lindo nele, essa resenha seria um livro), ele é MUITO legal de jogar. Não é só aquela coisa de andar um pouquinho, matar um bicho aqui e outro ali, andar de novo, etc. Cada fase te traz vários desafios diferentes, puzzles, etc. Um que gostei muito foi uma fase meio "chinesa", que traz mini games com essa aparência: 

Imagem relacionada

  Contamos com a participação de vários personagens, como o coelho, chapeleiro maluco, o gato... É ao mesmo tempo nostálgico e perturbador, lindo e horripilante, assustador e encantador. E é bacana pra quem gosta de releituras, como eu, e se joga em tudo que lançam sobre contos de fadas. 
  As cut scenes são todas em formato de cartoon, bem bonito de ver. Elas ficam disponíveis no menu do jogo, caro o jogador tenha pulado e queira rever (faço muito isso sem querer). 

Resultado de imagem para alice madness cut scene gif

  E para finalizar, o jogo está repleto de quotes maravilhosas. Eu até salvei algumas, pois nos fazem pensar na nossa própria realidade.

A loucura não é um estado da mente. É um lugar.
Resultado de imagem para alice madness gif

  Espero que tenham gostado! Volto em breve com mais dicas de games diferentões pra vocês!


© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.