Wonder Woman

  Quem nunca havia assistido um filme da DC levanta a mão! Resultado de imagem para shy hand gif

  Sério! O único filme que já assisti foi "Esquadrão Suicida" e não me impressionou muito. Então. não tive muitas expectativas ao conferir Wonder Woman, ou, Mulher Maravilha. Até. que. eu. vi. E, falando sério, foi um dos melhores (se não o melhor!) filme de herói que já vi na vida! 
  Conhecemos Diana ainda criança, criada em uma ilha apenas de mulheres, escondida da vista dos mortais. Seu sonho sempre foi se tornar uma amazona tão boa quanto a tia, que comanda o exército do local. Sua mãe nunca se sentiu confortável em deixa-la lutar, pois guarda um segredo que poderia mudar todo o seu destino, mas ninguém consegue controlar a pequena.

Imagem relacionada
Cara a carinha de quem desiste fácil! SQN.
  Tudo ia bem, até que acidentalmente um barco adentra os arredores do esconderijo, e um sobrevivente conta a história de uma guerra terrível que está acontecendo através daquele portal. No caso, a 1ª Guerra Mundial. Sentindo que essa pode ser a chance de derrotar Ares, o Deus da guerra, Diana embarca em uma missão com Steve Trevor e nós temos o prazer de acompanha-los nessa jornada. Tem cena pra quem curte rir, mas também tem algumas bem emocionantes. E ação? TEM DEMAIS. Uma das coisas que me encantou é que Gal Gadot, a protagonista da nossa querida heroína, serviu de verdade no exército israelense (MOSSAD). Então, todas as cenas de luta são gravadas continuamente, sem o uso de dublês! Pensa em um mulherão da P*rra!  

Só o amor pode salvar o mundo.
Resultado de imagem para wonder woman gif

  O romance é colocado de forma que não toma o foco principal do longa, mas as poucas cenas que temos são muito significativas. Como não posso dar spoilers, gostaria de deixar aqui minha gratidão a diretora maravilhosa desse filme, Patty Jenkis, por tratar de tantos temas importantíssimos de forma tão sutil. Feminismo, preconceito, guerra, perda, luto, esperança... São algumas das coisas que presenciamos nessa obra prima. Sem contar que USARAM A MUSIQUINHA CLÁSSICA. Então, se você já é fã do universo dos heróis, ou se quer começar, esse é o filme ideal! Se joga, more! 

Resultado de imagem para wonder woman gif
  

Londres é nossa!

Resultado de imagem para londres é nossa  Londres é o meu lugar favorito no mundo. Sou completamente apaixonada pela cultura de lá. Então, não é novidade pra ninguém que eu AMO ler livros ambientados na capital inglesa, e não pude resistir quando vi essa capa maravilhosa de "Londres é nossa!", da talentosíssima Sarra Manning.
  A história é sobre Sunny, uma garota tímida que sempre faz o que mandam, sem pensar muito por si própria. Negra, linda e empoderada, tem orgulho de quem é, mas sempre acaba abaixando a cabeça para seu namorado, Mark. Isso tudo muda quando ela descobre que ele a traiu! Depois de receber uma foto que comprova a traição (ô se comprova!) Sunny, dois franceses e sua vassoura, correm por toda Londres em busca do cara, para que ela finalmente lhe dê uma lição (e um pé na bunda). Todo o enredo se passa em um dia, é uma leitura leve e bem gostosa, perfeita pra sair de uma ressaca literária após uma temática mais pesada. Confesso que a protagonista não me conquistou de primeira, pois achei ela bastante submissa as vontades e chantagens emocionais de Mark.

Cansei de ver pessoas aprontando comigo. Hoje vou mandar nas ruas. Hoje vou correr riscos sem restrições. Hoje vou jogar fora namorados malvados, falsos e traidores.

Resultado de imagem para tudo e todas as coisas gif

  Os personagens secundários são bem bacanas, dá vontade de chamar todo mundo pra um rolê! Os Goddards, por exemplo, primos que se parecem TANTO que dá pra achar que são irmãos. Emmeline, a amiga de Sunny que tem medo de se declarar para outra garota... São vários e todos bem divertidos! 
  Algo interessantíssimo é que o livro se passa em vários locais em Londres, e cada vez que eles mudam de locação, Sunny faz uma pequena descrição contando a história de forma rápida, pra gente contextualizar o que vem a seguir. Temos também uma playlist em uma das páginas, alguns gráficos representando situações... É um daqueles livros lindos por fora e por dentro, cheio de ilustrações e coisas do tipo! 
  Cheio de referências sobre Meninas malvadas (filme favorito da protagonista), Game of Thrones e muitas outras séries e filmes queridinhos das nossas vidas, é bem bacana acompanhar o crescimento rápido da garota, e como ela aprende a confiar em si mesma. 

Todos se escondem. Todos procuram causar uma impressão. Toda pessoa tem momentos em que sente carente ou assustada, ou em que acha que poderia ser uma versão melhor de si própria.

Resultado de imagem para london gif






PEÇA - Até que o casamento nos separe

  Oi queridos! Hoje, dia 19 de Setembro, é comemorado o dia do Teatro! E coincidentemente, tive o prazer de acompanhar no domingo, dia 17, um espetáculo incrível: "Até que o casamento nos separe", estrelado por Suzy Rêgo e Eduardo Martini, dirigido também pelo mesmo. Então, essa será uma resenha diferente 💜
  O enredo é sobre um casal que está junto a 20 anos e já compartilharam muuuitos momentos hilários! Repleta de bom humor e muitas risadas, a peça é um verdadeiro presente para os fãs de uma comédia leve e gostosa de se assistir. 

Resultado de imagem para até que o casamento nos separe
Cheios de química, encantaram todos 💗
Impossível segurar as risadas com as atuações brilhantes dos protagonistas, e situações que fazem com que a gente se identifique com as trapalhadas do casal. Manias, histórias e muita, mas muita provocação e troca de farpas, tornando o "morde e assopra" ainda mais divertido.
  Além de tudo, todo o show é bastante interativo, fazendo com que o público faça parte de toda a história, desde o casamento! Apesar do humor ser o foco, algumas cenas me emocionaram (principalmente a última). Como não tive muitas experiências no teatro antes, fiquei encantada com a troca de luzes pra ornar com o tema da cena, a rapidez na troca de figurino e toda essa magia do palco. Simplesmente amei e quero muito prestigiar outros shows pra sentir essa sensação de novo! Ah, outra coisa que achei simplesmente incrível foi a presença de um intérprete de libras, tornando toda a experiência acessível para quem quiser assistir! Com certeza, um diferencial especial. 
  Após a peça, tive a enorme honra de encontrar os dois atores, e, cá pra nós, fiquei bastante emocionada!
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, área interna e close-up
Ells (minha melhor amiga), Eu (bem alterada), Suzy (radiante, como sempre) e Eduardo (um fofo, extremamente simpático)
Quer conferir e se apaixonar pelo espetáculo assim como eu? Adquira seu ingresso aqui!

Um adendo!😍
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, área interna




































  Quem me conhece, sabe que a maioria dos meus amores vem de infância. Quando eu amo algo ou alguém, normalmente data de dez anos pra mais! Conheci a Suzy quando tinha por volta de uns 8 anos (ela interpretava uma vilã, e eu sempre AMEI vilões), e me apaixonei imediatamente! Conhecê-la, abraça-la e conversar com ela sempre foi o meu sonho, e eu finalmente o realizei nesse dia. Se foi o melhor dia da minha existência? Com toda a certeza! Uma querida, cheirosa, carinhosa, que fez questão de me homenagear no palco incluindo meu nome e cidade na fala da personagem (se eu pirei? IMAGINA). Se eu for falar tuuudo, esse post vai ter que ser dividido em três! Então, só quero deixar aqui registrado meu amor imenso por essa mulher. Talento puro, energia incrível! 

Ecos

Resultado de imagem para ecos darkside cover  Darkside, já disse que te amo? Porque eu amo! Graças a essa editora ma-ra-vi-lho-sa, eu conheci obras que já se tornaram mega especiais pra mim. Esse é o caso do meu mais novo amor: Ecos 💙
  Escrito por Pam Muñoz, Ecos conta quatro histórias que de alguma forma estão interligadas, um verdadeiro conto de fadas. Primeiramente, conhecemos três irmãs que foram rejeitadas por nascerem meninas, então foram criadas como escravas, sem nome e sem amor, por uma mulher que as acolheu no meio da floresta. Por conta de uma maldição, ficaram presas nessa mesma floresta, até um jovem rapaz com as encontrar e prometer ajuda-las, levando-as em sua gaita para que as mesmas pudessem cumprir o seu destino de estar exatamente no lugar e hora exatos para que fossem libertadas.
  Acompanhamos o instrumento passar por três crianças diferentes, com uma coisa em comum: O dom musical. Friederich nasceu com uma mancha no rosto, marca de nascença. Isso por si só já seria motivo de olhares furtivos, sem contar o fato do garoto ser apaixonado por orquestra e reger sinfonias imaginárias quando bem entende. Adicione isso ao fato de ele viver na Alemanha na época da segunda guerra mundial, e sua família ser totalmente contra o nazismo.

Não importa a música que escolha, deve tocá-la de tal maneira que a platéia não tenha escolha a não ser ouvir com o coração.  
Resultado de imagem para august rush gif

  A terceira história é sobre dois irmãos, Frankie e Mike. Orfãos, moram em um abrigo e lutam para que não sejam separados se adotados. Mike, o mais velho, é apaixonado por piano e é muito adulto para sua idade. Uma mulher decide adota-los, mas tudo parece bom demais para ser verdade. Será que ele deve confiar nela? Ou seria melhor fugir com o caçula?
  E finalmente, a última história é a de Ivy, uma garotinha de origem mexicana que precisa se mudar constantemente por conta da instabilidade financeira dos pais. Com o irmão lutando na guerra após o Pearl Harbor, ela se sente responsável em manter tudo em ordem como consegue. Ao se mudar novamente, descobre uma terrível realidade: Ela teria que estudar em uma escola separada das outras crianças, pois alguns moradores acreditavam que crianças mexicanas não são dignas ou "limpas" o suficiente para conviver em sociedade.

Todos os instrumentos tem uma voz para contribuir. Música é uma linguagem universal. Uma espécie de religião universal. Com certeza é a minha religião. A música supera todas as distinções entre as pessoas.
Resultado de imagem para piano boy gif















  Preconceito, abandono, medo, felicidade, alívio e principalmente: emoção. São muitos os sentimentos vividos ao ler essa história magnífica. Não contarei a vocês as circunstâncias com que a gaita passa por todas essas crianças, nem como a história delas se entrelaça em algum ponto. Mas garanto que é uma das melhores leituras que fiz no ano, e que o final é de chorar de tão perfeito e fechadinho. 
  A edição está maravilhosa, nas cores laranja e azul, páginas coloridas por fora e algumas pretas por dentro. Perfeita, como só a Dark sabe fazer! 

© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.