Outros jeitos de usar a boca

Resultado de imagem para outros jeitos de usar a boca
   Oi queridos, tudo bom? 
  Eu sempre digo que não curto livros de contos, nem livros de poemas, por preferir histórias longas com começo, meio e fim. Ao ler Outros jeitos de usar a boca (Milk and Honey), da Rupi Kaur, eu simplesmente paguei minha língua! A obra é dividida em quatro partes: dor, amor, ruptura e cura. Não são poemas, mas sim poesia pura. Algumas páginas tem apenas três linhas de escrita, mas que mexem com o nosso íntimo de uma maneira que até mesmo um livro inteiro não consegue.
  Rupi escreve sobre as mais diversas coisas, e, apesar do que o nome sugere, o foco não é todo no amor entre duas pessoas. Existe também o amor de pai (ou a falta dele), o amor próprio, a luta por ser mulher. É simplesmente incrível, dolorido e necessário.
  Com diversas ilustrações lindíssimas, que descrevem perfeitamente o que está sendo lido, e a forma com que ela descreve sensações tão comuns para a gente, fez com que eu me identificasse muito com algumas situações. Confesso que cheguei a chorar com alguns textos, e outros me deixaram sem fôlego.


Toda vez que você diz para sua filha que grita com ela por amor, você a ensina a confundir raiva com carinho, o que parece uma boa idéia, até que ela cresce confiando em homens violentos, porque eles são tão parecidos com você. 


Você tinha tanto medo da minha voz, que eu decidi ter medo também.    

Você me tocou, sem precisar me tocar. 

Resultado de imagem para rupi kaur gif

  A edição da editora Planeta está simplesmente maravilhosa. Só não gostei tanto da tradução do título, pois não remete muito ao nome original, cuja tradução é "leite e mel" (faz sentido quando você chega a poesia certa). Por ser uma leitura rápida, não tenho muito mais o que dizer por aqui, apenas: Leiam! Sério! Eu nunca li algo que me tocasse tão fundo na alma, e se pudesse, leria as palavras de Rupi para o mundo todo ouvir. É para aquela garota que nunca teve pai, que já amou e foi machucada, que ama e não é amada de volta, que ama e é recíproco, ou que se ama tanto a ponto de preferir a si mesma do que a se sujeitar a outra pessoa. Recomendo demais! ♥

Neil P. Harris: Choose your own autobiography

Resultado de imagem para neil patrick harris choose your own autobiography
Oi povo! Tudo bom? É FÉRIAS QUE CHAMA? Amém! 

  Finalmente terei mais tempo de me dedicar as leituras, assistir mais filminhos, e trazer mais resenhas para cá! Então vamos para mais um desafio literário? Esse mês, o primeiro foi ler um livro baseado em fatos reais. Meu escolhido irá agradar muito aos fãs de How I met your mother! Choose your own autobiography (Escolha sua própria biografia), de Neil Patrick Harris, é a biografia dele. Mas, assim como o próprio ator/mágico/cantor/dançarino/escritor, esse livro não é nada comum! Começando pelo fato de que é um daqueles onde você escolhe o destino que a história irá tomar. Algo como: Se você quiser que ele vá para a direita, vá para a página 62. Se quiser que ele vá para a esquerda, página 85. Ele tem uns 5 finais alternativos, todos muito engraçados (caso você tome uma decisão errada). E Neil é o narrador, e convida você, o leitor, a se tornar ele. Então ele se refere a quem está lendo como "Neil", já que nós tomamos todas as decisões. Confusinho né? Mas garanto que é MUITO divertido! 
  Nós podemos acompanhar toda a vida dele pelas páginas. Desde seu início no teatro, até virar um astro adolescente, quando descobriu sua sexualidade, as dificuldades na carreira, como encontrou seu marido, e claro, um pouco da experiência em How I met your mother, Glee, Smurfs e outros queridinhos da televisão, que com certeza todo mundo já ouviu falar! 

Tenha coragem, Neil. Não se assuste. A vida é uma aventura. 
Resultado de imagem para neil patrick harris gif
A.K.A melhor pessoa do mundo ♥

  Além da história de vida INCRÍVEL que esse homem tem, ele é um escritor extremamente criativo. Nessa biografia, podemos encontrar receitas de suas bebidas e pratos favoritos, truques de mágica (eu experimentei fazer um e funcionou. Ele faz mágica. Pelo livro. Com o leitor. ISSO É MUITO LEGAL!), fotos lindinhas dele mesmo, da família, de alguns amigos famosos... temos também vários depoimentos de personalidades incríveis como Whoopi Godimberg, Nathan Fillion... Ah gente, é muito maravilhoso pra explicar em palavras! Tem algumas páginas "secretas" que você só acha se folhear o livro todo, ou ao acaso mesmo. 
  Todos os capítulos são curtinhos, e um dos meus favoritos é o que ele pediu para o David fazer algumas observações a caneta, e ele deixou a página do jeitinho que o amado fez, com a caligrafia original e tudo! E suas considerações sobre outros dos meus atores favoritos são simplesmente maravilhosas. Olhem só o que ele falou sobre a Cobie Smulders, Robin, de HIMYM: 

Ela é exatamente o tipo de mulher com quem eu me casaria, se mulheres não fossem nojentas e pegajosas. 

Imagem relacionada
Ele disse isso pela sua preferência sexual, não por machismo ou qualquer outro motivo, ok? É "zoeira" :p
  Eu leria até a lista de compras do Neil. Além de engraçadíssimo, ele tem umas pegadas muito boas, é extremamente inteligente e, eu já falei engraçado? Vamos de hilario, então! Recomendo para quem ama o ator, ou quer conhecer um pouco mais! Eu já o admirava pelo pouco que sabia, agora o nível de amor já tá laaaaá em cima! A minha edição é em inglês, então, capa dura, jacket e todo aquele trabalho lindo que a gente conhece e é apaixonado.
  Espero que tenham gostado, porque eu achei esse livro legen... espere um pouco.... dário! 

Once upon a time: Despertar

Resultado de imagem para once upon a time o despertar
  Sim, a minha série de coração acabou! Once upon a time, até a  quarta temporada, se tornou meu seriado favorito. E agora que vi o último episódio, achei esse livro perdido na minha estante para matar a saudade! Once upon a time: Despertar, distribuído pela editora planeta, é basicamente a primeira temporada resumida. 
  Há muito tempo atrás, em uma terra muito distante, havia uma rainha má. E ela tentou assassinar, sem sucesso, Snow White, filha de seu falecido marido. Familiar, né? Mas você sabia, por exemplo, que a Chapeuzinho vermelho era melhor amiga da Snow? Ou que o príncipe encantado tinha um irmão gêmeo? Que a Evil Queen já foi boa um dia? Pois é! 
  Once upon a time mistura todos os nossos contos de fadas favoritos, e liga todas as histórias para que tudo vire um só enredo. Nessa narrativa, a rainha (amor da minha vida todinha) lança uma maldição para acabar com todos os finais felizes de todos os personagens dos contos. E como forma de fazer isso, os manda para uma terra sem magia, e sem memórias: O nosso mundo. Onde Pinóquio, Cinderella e todos os demais vivem entre nós. E a única forma de trazer de volta os finais felizes, é com a salvadora. Emma Swan.

Você não acha que os corações podem ver a verdade? Um pouco melhor que os nossos olhos?

Resultado de imagem para emma swan gif

  Emma Swan vive de achar pessoas. É boa em seu trabalho, porém nunca conseguiu encontrar as pessoas que mais deseja. Seus pais. Abandonada no meio de uma estrada quando ainda era um bebê, pulou de orfanato para orfanato, até alcançar a vida adulta. 28 anos depois, ela deseja não passar mais um aniversário sozinha em seu apartamento, e é quando uma criança bate na porta que todo o futuro começa a se moldar. Seu filho, o bebê que ela entregou para a adoção anos atrás, insiste para que ela vá com ele até Storybrooke, a cidade onde ele insiste que moram todos os personagens do livro que ele tem em mãos. O nome do livro? Once upon a time (Era uma vez ♥).
  Sério, eu fico até arrepiada escrevendo isso aqui, de tanto amor. Mas vamos falar do livro! A edição está bem bonita e a revisão está impecável. Eu só não curti a falta de várias falas da série. Por exemplo, quando Regina, a Evil Queen, entra no casamento de Snow e do Principe, ela diz "Me desculpe, estou atrasada". E isso é icônico para os fãs! No livro essa cena existe, porém os diálogos são bem diferentes. 
  Mas, eu amei como a autora descreveu cada personagem com cuidado. O leitor, mesmo que não tenha assistido na tv, consegue imaginar perfeitamente: 

A Rainha era linda e aterrorizante ao mesmo tempo. Possuía feições severas, cabelos negros como ônix, olhos penetrantes e gelados. Talvez um dia, há muito tempo, ela tivesse sido uma jovem e inocente donzela, a mais bela do mundo, mas agora todos podiam ver que o ódio e a amargura haviam extraído todo o calor do seu rosto. 

Resultado de imagem para evil queen gif

  Enfim, indico para todos os que amam uma boa releitura, e claro, para os fãs da série (da qual já estou saudosa). Espero que tenham gostado!



Riverdale

  Oi pessoal! Faz um tempo que não falo sobre séries aqui, né? Na verdade, já faz tempo que não tenho como assistir novas séries. Faculdade que chama. Hahaha 
  Enfim, a série de hoje é Riverdale! Antes de começar a assistir, acreditava que a série seria sobre aqueles clichês americanos (que eu amo), com high school, triângulos amorosos, traição, uma garota que é má com todas as outras, etc. E tecnicamente é! Só que além disso tudo, a trama também traz mistério e vários plot twists que deixam a gente de queixo caído. 

Resultado de imagem para riverdale

  Jason Blossom é encontrado morto perto do lago, e sua irmã gêmea, Cheryl, foi a última a vê-lo antes do acontecido. Ele deveria ter fugido com a namorada, Polly, mas ao invés disso, foi assassinado. E todos na cidade são prováveis suspeitos. Temos vários personagens incríveis, e mesmo os secundários tem muita importância no enredo. Amor proibido é um dos assuntos tratados com mais frequência nesse seriado, o que nos faz shippar os casais e ficar torcendo para que finalmente dê certo! Todo o ambiente é moderno, recente, mas a temática faz parecer que é uma história um pouco mais antiga. Talvez pela rixa entre famílias e a fotografia, que foge do colorido e "animado" das séries adolescentes que normalmente assistimos. Recomendo MUITO para os fãs de Pretty Little Liars e Gossip Girl!

Riverdale
Estréia: 2017 - 2 Temporadas
Episódio favorito: 01x01 - Chapter One: The River's Edge
Personagem favorito: Jughead! Ele escreve a história do assassinato e narra a série. Além de ser interpretado por um ator que eu adoro, tem uma carga emocional lindíssima e é um daqueles personagens que dá vontade de colocar em um potinho.

Resultado de imagem para jughead gif

Quotes

Você não pode passar pela vida sem se machucar.

Você queria fogo? Me desculpe, minha especialidade é gelo. 

Eu não sigo regras. Eu as crio. E, quando necessário, eu as quebro.

Medo. É a emoção mais básica e humana. Quando crianças, tínhamos medo de tudo. Do escuro. Do bicho-papão em baixo da cama. E nós rezamos pela manhã. Para que os monstros vão embora. Mas eles nunca vão. Não de verdade.


Destinado

Resultado de imagem para destinadoOi galera! Tudo bom?
Hoje trago a resenha de mais um livro incrível da Carina Rissi! A saga Perdida já ganhou o Brasil, né? Aqui vocês podem conferir as resenhas anteriores: Perdida / Encontrada! Esse post terá alguns spoilers dos livros anteriores, ok?
  Em Destinado, temos a visão do senhor super charmoso do século 19, Ian Clarke. Ian não poderia estar mais feliz, agora que tudo estava bem. Sofia já estava adaptada ao lugar (e tempo) em que se encontrava, e a pequena Marina, sua filha, era a luz de seus dias. Tudo estava perfeito até demais... 
  Após Elisa, sua irmã, acabar se metendo em uma saia justa terrível para a época, podendo levar o nome da família a miséria, Ian a obriga a tomar uma atitude drástica. Contrariando seu irmão, a doce Elisa vai acabar fazendo jus ao primeiro livro da série. 
  Completamente perdida no século 21! SIM! Deu ruim! A "máquina do tempo" retorna a fazenda dos Clarke, e acaba nas mãos da garota! Agora, Ian precisará, mais do que nunca, que Sofia o ensine tudo sobre o mundo de onde ela veio, para que ele encontre a irmã sã e salva! Uma verdadeira corrida contra o tempo, já que a cada dia que passa, o homem se esquece de alguns detalhes da vida que tinha (tem!) no século anterior. Que confusão, senhor! 
   Gente, ter a oportunidade de conferir o olhar de Ian sobre a história já é um presente da Carina pra gente! Sério, o jeito que ele descreve a amada, é de fazer suspirar! E como ele "julga" algumas coisas aqui do nosso século! Nos faz pensar bastante sobre as vantagens e desvantagens de viver aqui. 

"Olhando com mais atenção, vi a pequena chapa preta entre sua palma e a orelha. Um olhar mais atento e percebi que a maioria ali tinha um desses na mão. Sofia disse que estavam falando com alguém distante, e eu me perguntei por que precisavam disso se estavam rodeados de pessoas com quem podiam conversar."

Resultado de imagem para patrick dempsey gif
(Conheçam meu Ian Clarke particular, hihi)

  Quanto a história em si, nem tudo foram flores. Eu acabei ficando um pouco entediada porque o enredo se tornou repetitivo, com a coisa toda dele esquecer períodos inteiros, e a Sofia precisar explicar todos os dias o porquê de estarem ali. E o machismo, novamente, se mostrou presente no nosso querido personagem. Coisas pequenas, como querer socar todo e qualquer homem que falasse com a Sofia. Tipo, apenas pare, Ian! Também achei que pela urgência do caso (IMAGINEM uma garota do século 19 perdida aqui no século 21, gente! Que pânico!), eles enrolaram muuuito antes de encontra-la. Claro que não teríamos história se tivessem achado-a rápido, mas essa reclamaçãozinha tem a ver com a observação a seguir: Muito mais cenas hot! Bem mais detalhadas, e frequentes! Eu curti, porém, a irmã dele estava desaparecida! Não dava pra ter esperado chegar em casa, não? hahaha
  Enfim, eu gostei das reviravoltas da história, e estou ansiosa para ler o próximo, focado na Elisa! A escrita da Carina, como sempre, é extremamente cativante e me fez devorar esse pequeno tijolinho de quase 500 páginas em poucos dias. Adorei, e que venham "Prometida" e "Desencantada"!

 

© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.