A verdade sobre nós

Resultado de imagem para a verdade sobre nós  Oi queridos! Tudo bom? Eu tô amando ter mais tempo pra ler e consequentemente, escrever aqui. O livro de hoje é o quarto do ano, e não estamos nem na metade do mês! 
  A verdade sobre nós, escrito por Amanda Grace, é um romance entre duas pessoas. O que tem de diferente nisso? Bom, ela é mais nova que ele. Tipo, 10 anos. E ele é seu professor, e não sabe sua verdadeira idade. É aquela famosa musiquinha "vai dar merda, vaaaaaai". Deu. 
  Madelyn é a garota exemplar típica de livros assim. Certinha, só tira notas altas, estuda muito, e seus pais estão sempre cobrando para que ela seja melhor do que já é, constantemente. A Mads é mesmo inteligente, tanto que pulou alguns anos no ensino médio e começou um curso na faculdade em que Bennet ensina biologia, porém, está cansada de ser perfeita. Logo de cara, ela se sente atraída pelo professor, pois ela o descreve como um deus grego. Lindo, simpático, engraçado, enfim, tudo de bom. E ele também sente algo por ela, mas levando em conta que todos os alunos de sua sala tem entre 18 e 19 anos, não vê nada demais. Após caminhadas e tardes juntos, sem fazer absolutamente nada de errado, a promessa é de que eles esperem que o semestre acabe, ele deixe de ser seu professor, e assim eles possam ficar juntos. 

Acredita em destino? Eu acredito. Assim como acredito em almas gêmeas e em amor à primeira vista. Acho que não dá pra acreditar em apenas uma dessas coisas. Tenho a impressão de que é preciso as três.

Resultado de imagem para amanda seyfried gif

  O livro é escrito em primeira pessoa, em forma de uma longa carta para Bennet, o professor. Logo no começo já sabemos que tudo deu errado, porque ela conta pra gente. Isso tornou a leitura um pouco repetitiva, pois ela sempre citava o nome do personagem, e se refere a ele como "você", no caso, nós. Confuso? É difícil explicar isso escrevendo, mas quando vocês lerem irão entender, rs. Ela também fica citando toda hora a diferença de idade, os temidos dois anos. Cheguei a revirar os olhos em algumas partes, tipo "A GENTE ENTENDEU QUE VOCÊ É MAIS NOVA, PARA". Mas me controlei, pois entendi o conflito da personagem, apesar de não concordar com suas ações. O que também é compreensível, já que ela é uma garota de apenas 16 anos. 
  Em resumo, a obra tinha um tema bom e era uma idéia bacana de ser explorada, mas não foi muito bem desenvolvida pela autora, na minha opinião. Fica a dica pra quem gosta de um drama baaásico, rápido de se ler. Li em um dia e meio, isso que só peguei nele nos meus horários de almoço. Enfim, acho que daria um bom filme, mas como livro não me convenceu. 

21 comentários:

  1. Olá!

    Não me senti atraída pela história, não me convenceu essa premissa e achei meio esquisito essa coisa da narrativa. Enfim, pelo enredo acho que daria sim um bom filme água com açúcar.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, adoraria assistir um filme com esse enredo, pois acho que casa bastante com o cinema!

      Excluir
  2. Oiee ^^
    Eu me sinto tão adulta quando leio um livro com personagens adolescentes que fazem tanta m*rda...haha'
    Até que gostei desse livro, mas não foi aqueeeeele livro, sabe? A história é bacana e tudo o mais, mas eu não gosto de histórias onde o professor (sempre masculino) se apaixona pela aluna, e vice-versa (apesar de ter amado Sr. Daniels).
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Heiii, tudo bem?
    Sempre vejo esse livro na internet, mas confesso que nunca me interessei mto.
    Primeira resenha que leio do livro e já vi que nao é mto pra mim, nao gosto mto de conflitos de adolescentes, sempre acho cansativo, hehe.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  4. Quando li essa obra era adolescente e simplesmente amei, achei muito triste e tal, hoje eu paro para pensar na história e concordo contigo, nem é tudo isso e a personagem realmente as vezes é irritante hahaa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, depende muito da idade de quem irá ler!

      Excluir
  5. Aiiiii, eu queria ler este livro mas ficava meio com o pé atrás sabe, e agora que você falou estas coisas já deixo mais para depois mesmo porque se for para ficar pensando na idade e voltando nas mesmas argumentações vou me irritar também.

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Já vi a capa desse livro muitas vezes na Amazon e nunca fiquei interessado em saber mais sobre ele, mas, agora lendo a sua resenha, tenho a certeza que a história não me atrai, principalmente depois das opiniões que você expôs.

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Essa capa é bonitinha, me lembra esses filmes bem sessão da tarde. Acho que não pegaria para ler, desde que lançaram nunca senti aquela vontade para embarca na leitura.
    Mas gostei de conhecer mais das suas impressões através da resenha.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acho que se fosse um filme seria mais interessante! Haha

      Excluir
  8. Olá, tudo bem?

    Pela idade da protagonista, o livro é considerado como para a faixa etária juvenil, não chega nem a ser um jovem adulto, então já imagino o porre que deve ser a cabeça dessa menina escrevendo a longa carta. Não tenho paciência não, rs.

    Beijo
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    A premissa do livro já não me atraiu e quando você mencionou sobre os dramas da protagonista, desanimei de vez... Dessa vez eu passo a dica.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem dramático mesmo, bom pra se distrair...

      Excluir
  10. Olá...
    Confesso que tinha muita vontade de ler esse livro, achava a sinopse legal e tudo mais, porém, nunca li uma resenha positiva, todas relatam ser uma leitura mal desenvolvida e repetitiva, portanto, passo a dica.
    Bjo

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Não sou muito de dramas, e se tem uma coisa que me irrita em livros é essa coisa da repetição, céus! Acho que eu não teria a compreensão que você teve. rs

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    raramente li alguma história cuja personagem estivesse nessa faixa etária e não fosse chatinha, o que me desanima muito. Entendo que nessa idade mesmo os menores conflitos ganham uma dimensão maior e coisas do tipo, mas existem algumas exceções e eu acredito ter sido uma dessas e por isso quase nunca tenho paciência de lidar com esse tipo de situação e acabo evitando ler obras com tais características.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  13. Olá ♥
    A capa do livro muito parecida com a de um filme que eu vi quando estava em busca de um filme na Netflix. Não fiquei com os olhos cheios quando li sobre o enredo, parece ser mais do mesmo, infelizmente. Sei que todo romance tem seu clichê, mas já até imagino o final desse e estou fugindo de leituras assim ultimamente. Beijos

    ResponderExcluir

© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.