Os 13 porquês

Resultado de imagem para os 13 porques
   Os 13 porquês é uma das séries mais polêmicas da atualidade. Não apenas pelo tema tratado, que é o suicídio, mas pela escolha de como representar a mensagem. Então, eu resolvi ler o livro e tirar minhas próprias conclusões sobre o livro e a série. Essa será uma resenha dupla de ambos. 
  Bom, vamos começar pela história, que permaneceu a mesma tanto nas páginas quanto nas telas. Hannah Baker, de 17 anos, se suicidou após rumores terem sido espalhados na escola onde estudava. Não foram apenas os rumores, mas eles desencadearam uma série de eventos que a envolviam de um jeito ou de outro, até o momento que foi a gota d'agua. Antes de morrer, a garota gravou 13 fitas, cada uma para 1 pessoa que foi, de alguma maneira, responsável pela sua morte. E Clay Jensen, o garoto pacato, que sempre gostou dela mas nunca teve coragem suficiente para se declarar, recebeu as fitas. A regra é: Ouvi-las e repassa-las para a próxima pessoa, caso contrário, elas se tornarão públicas e todos saberão as coisas horríveis que aconteceram.
 Seria ele um dos motivos? Uma das pessoas que a levou a tomar aqueles comprimidos? Conforme Clay ouve o relato de Hannah, ele percebe o quanto não sabe sobre a maioria de seus colegas de classe, e como pequenas atitudes podem acabar virando algo muito maior. Ele também percebe que se importava muito com ela, mas não se importou o bastante no passado para, talvez, impedir o que aconteceu.  

E vocês, repararam nas cicatrizes que deixaram para trás? Provavelmente não. Porque a maioria delas não pode ser vista a olho nu. 

Resultado de imagem para 13 reasons why gif

  Achei a edição um pouco confusa. Apesar da capa estar lindíssima, e ter um mapa por dentro (o mesmo que ela cita nas fitas, para contextualizar os lugares onde aconteceram as coisas), as alternações entre as falas da Hannah e do Clay são diferenciadas por itálico. As dela em itálico, as dele normal. Mas ele interrompe as falas dela, e ambas se misturam facilmente, então tive que voltar várias vezes para ver quem tinha dito o quê. 
   Sobre a série, acho que ela acabou completando a obra. Por exemplo, no livro, tudo o que sabemos dos personagens é estritamente o que é dito nas fitas, não há backstory dos personagens. Já no seriado, podemos descobrir de onde vieram, como são suas famílias, etc. As cenas são muito mais detalhadas na série, do que nas falas da personagem no livro, que inclusive faz algumas piadas. Várias! Não condiz em nada com o perfil de quem está sofrendo tanto! Clay do livro é bem menos melancólico que o da série, e esse é um ponto positivo. No seriado, dá vontade de dar uns chacoalhões nele, que ao invés de ouvir tudo para tomar as decisões sobre o que fazer, ou quem cobrar, muda de idéia a cada fita escutada.

Resultado de imagem para 13 reasons why gif
  
Sobre a cena. É sobre a cena do suicídio em si que descansa toda a polêmica. Então, serei bem sincera. Nos livros, ela toma pílulas, enche a banheira, mas cai no sono e morre antes mesmo de entrar. Na série, ela corta os pulsos na banheira, com uma cena lenta e dolorida de assistir. Eu já li diversos livros que tratam sobre esse tema, e já li diversas cenas onde um personagem tira a própria vida. Também já assisti filmes sobre o assunto, mas nenhuma cena me impressionou tanto e me deixou refletindo por vários dias depois. Aquilo foi feito para chocar. Existem avisos no início do episódio, avisando, mas nada te prepara. Se esse era o objetivo dos roteiristas, eles conseguiram. O livro não teve nem um pouco do mesmo impacto, foi fraco nesse quesito. Não me emocionou, nem me levou as lágrimas, como o seriado fez. O objetivo não é se identificar com a Hannah, e sim com os outros 13 personagens, e entender que até mesmo algo pequeno, uma atitude impensada, pode significar muito para outra pessoa. 

Resultado de imagem para hannah baker  gif
 Já a 2ª temporada, não me arrisquei a assistir. Pelo que vi, tanto pelos comentários quanto as cenas em si, perdeu todo o sentido. Achei desnecessária a continuação, então nem sei se irei conferir... Não irei indicar, pois é uma história que não é pra todo mundo. Fala sobre dor, perda, desilusão, abuso, estupro, dor, dor e mais dor. Importante para conscientizar, talvez... mas não é algo fácil de se ler ou assistir.  

18 comentários:

  1. Monalisa Freitas9 de julho de 2018 12:43

    Pensei que seria uma série boba, mas mexe demais com a gente. Amei sis ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi sisss, você por aqui ♥♥
      Pois é menina, achei que era mais um drama adolescente, e fiquei passada.

      Excluir
  2. Tudo bem?
    Eu li o livro. E adorei.
    Vi a série. Tanto a primeira temporada, quanto a segunda e sinceramente achei muito bem adaptada.

    Apesar de ter visto muitos comentários de que acharam exagerado.
    Achei que retratou bem a realidade de muitas pessoas.

    Trabalho na área da saúde. E se contar cada coisa que já ouvi. Vi..
    Além de ter filho adolescente.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Jess!

    Tudo bem? Então, eu gostei muito da season 1 de 13RW, mas confesso que não quero ler o livro não. Fiquei muito mexida com tudo o que a série representou ano passado, as pessoas passaram a falar mais de suicídio e sem brincadeira, mas a narração do Clay me desanima total e completamente então vou realmente passar essa dica.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?

    Então, eu comprei o livro em inglês, mas acabei passando outros livros na frente pelo fato da narrativa do Clay não me deixar muito envolvida. Já a série eu assisti só a primeira temporada, e odeio falar isso, mas parece ser muito melhor que o livro (e eu nem acabei o livro).

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  5. Oi... Bem inteligente da sua parte resenhar os dois em uma resenha pois uma completa a outra.
    Tenho muita curiosidade em ler e assistir esse enredo, mas eu nao posso,por questões bem pessoais, mas acho interessante um livro e uma serie que consegue mostrar as consequências de uma atitude sua com outras pessoas.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, achei bacana resenhar de uma vez pra já explorar as diferenças entre um canal e outro :)

      Excluir
  6. Olá, Jessica!

    Estão aí um livro e uma série que não tenho a menor intenção de conferir.rsrs Não penso em ler o livro ou assistir a série. Sei que não é algo para mim. Acho que o suicídio é um tema sim que tem que ser mais discutido, as pessoas precisam entender que suas atitudes provocam consequências, que podem destruir a vida de outra pessoa. Pais, irmãos, amigos, parentes, a sociedade em si... tem que está mais atenta ao que faz. Filhos se suicidam por culpa dos pais e isso vai para debaixo do tapete. É fácil culpar a pessoa que se suicidou, dizer que ela foi fraca, mas sempre que vejo a notícia sobre um suicídio me pergunto quem está por trás daquilo. Geralmente, a causa não é interna, psicológica. Geralmente alguém tem culpa, mas isso é ignorado.

    Todavia, não é uma história para mim. Sei que os 13 Porquês me faria muito mal, então prefiro evitar.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu adoro esse livro e o seriado ficou bem legal, justamente hoje decidi assistir um episódio da segunda temporada e confesso que de cara achei um porre. Sabe quando menos é mais, não entendo o porque estragar algo que deixou uma boa impressão no auge, mas faz parte do mercado né.
    Essa é uma leitura que vou sempre recomendar por ter tantos assuntos importantes para serem abordados, principalmente com os jovens.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li o livro, mas vi a série e gostei da história e dos assuntos abordados nela. Bom, acredito que essa narração do livro me deixaria um pouco confusa também e como não li o livro não sabia dessas diferenças. Sobre a cena do suícidio, muitos criticaram por ter sido tão chocante quanto foi e alguns até dizem que a mesma influencia jovens a fazerem o mesmo. Enfim, não vi a segunda temporada também e nem sei se verei, pois parece ser desnecessária.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Eu nunca li o livro, mas a série me desanimou tanto, porque passei taaaaaaaanta raiva. Eu acho que os roteiristas foram irresponsáveis mesmo com algumas cenas e colocações e acho que muita gente teve o gatilho ligado por causa disso. Por ter perdido a vontade de ler o livro, por enquanto passarei longe. Mas parabéns pela resenha!

    beijosss

    ResponderExcluir
  10. OIII!!

    Diferente de você não posso comparar, afinal só assisti a série. Minha amiga amou, elogiou e, sim, achei um tema legal para se discutir , mas não achei a melhor produção da Netflix. Assim como você, também não vejo razões para uma continuação, mas o capitalismo faz isso, rs.... Obrigada pela sua visão e por mostrar que há poucas diferenças entre o livro e a série. PS: Também achei a cena da banheira assustadora....


    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá, achei super bacana você falar sobre a série e o livro num mesmo post. Eu já li o livro há alguns anos e gostei bastante da reflexão sobre nossas ações que ele traz, mas não tenho vontade de ver a série.

    ResponderExcluir
  12. Oi Jéssica,
    Eu já li o livro e não curti, achei a edição confusa, como você falou, mas o que mais desagradou foi a forma como o autor trabalhou tudo, sabe quando as pessoas que fizeram tudo aquilo ficaram impunes? Eu me senti assim. Por conta disso, eu não quis assistir a série, mas acho muito legal quem gosta e acho que vale à pena para quem curte mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu li o livro em 2014 e fiquei um pouco indignada com as atitudes da Hannah, mas foi uma boa leitura. Já a série, achei irresponsável e um desserviço para a juventude. Sou uma das que criticam com força a violência apelativa que foi inserida no enredo.
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!!!
    Eu posso dizer que "Os 13 Porquês" é um livro digamos que de choques e gatilhos, pois se você não pode ver temas como esses é melhor se afastar e nem arriscar no livro ou na série.
    A 2ª temporada é mais para amarrar as pontas soltas que ficaram na série e vale a pena para mim, porém cada um tem uma opinião sobre a série. O final da 1ª temporada é tenso e sim a cena é chocante e virou polêmica pelo fato de dizerem que ensinava um suicídio mas também vejo como você, ela veio para chocar e ver o que pode acontecer.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?

    Confesso que não assisti a série, e com o fato da sua resenha trazer o livro é a série, me levou a querer assistir, gostei de saber que meio que complementou o livro!

    Beijo!

    ResponderExcluir

© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.