Replay

Resultado de imagem para replay livro
Título: Replay
Autor: Marc Levy
Editora: Suma
Número de Páginas: 239
Data de Publicação: 2013
Skoob: Adicione! 


  Quem é que em pleno ano de 2018 continua sendo enganada pelas capas e sinopses? Eu mesma. Após sair de uma leitura bem pesada, resolvi escolher esse livro por remeter a um romance, e acabei ficando ainda mais no chão! Vamos lá. 
  Andrew Stilman, um jornalista renomado, precisava de uma segunda chance. Sua carreira estava bem, mas seu casamento estava por um fio, graças a uma sucessão de decisões impensadas. Ao realizar sua corrida matinal, Andrew sente uma dor intensa na região da lombar, e percebe que foi apunhalado por um objeto desconhecido. Só que, conforme sua vida vai se esvaindo, ao invés de morrer, ele acorda, três meses antes, e tem a chance que precisava para corrigir os erros do passado. Após concluir uma investigação sobre crianças que haviam sido roubadas de suas famílias e vendidas a pais adotivos, ele tem uma nova missão.
  A missão? Uma temporada na Argentina, para desmascarar um cruel participante na ditadura que ocorreu anos atrás, levando milhares a morte. Não só seu trabalho depende dessa reportagem, mas sua honra. Ele precisa levar paz as famílias que ficaram, e para isso, não irá medir esforços.


Temos tempo, somos jovens.
Resultado de imagem para heath ledger gif

    Fora as cenas detalhadas das torturas agoniantes que eram praticadas, e toda a tristeza envolvida nesse contexto, o livro não me despertou muita vontade de continuar. Andrew corre em busca de seu assassino, antes que seja tarde, mas é mais cansativo do que instigante acompanha-lo na sua investigação particular. Sem contar que várias das suas decisões me deixaram nervosa, mesmo com uma segunda chance, ele ainda foi capaz de fazer besteira. 
  E o final? Marc Levy não teve piedade e nos deu o temível (pelo menos pra mim) final em aberto. Na minha opinião, não condiz em nada com o restante da narrativa, e me deixou com um sentimento muito grande de frustração. Enfim, eu recomendo para quem curta esse tipo de final! Talvez, se fosse feito um filme, fizesse mais sentido (como o longa da obra "Se eu ficar"). 
  É isso, galere! Não tenho muitas impressões dessa vez, pois a leitura realmente não me impressionou... 

11 comentários:

  1. Ahhh eu nem conhecia essa história e que bom que você ja me alertou sobre o livro com final aberto, pq odeio demais!
    Prefiro q tenha um final ruim do que deixa em aberto! Uma pena que o livro seja fraco, pois o filme se eu fica é mega bom.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  2. olhei a capa e achei básica. Quando comecei a ler sua resenha. Fiquei CARAMBA. Como assim o cara acorda três meses depois?
    É um livro bem forte!!!

    ResponderExcluir
  3. Menina, que má sorte foi essa? Hahaha, se te serve de consolo, eu frequentemente sou enganada pelas sinopses também. Já tive outras experiências com o autor e não me sai muito bem, simplesmente não funciona comigo, uma pena né? Me parece que há os elementos certos, mas não é aproveitado isso.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, esse livro parece levantar temas bem polêmicos e intensos. Gostei muito da sinopse, me chamou a minha atenção de saber que será uma história bem dinâmica e repleta de surpresas. Anotei a dica.

    ResponderExcluir
  5. Oi! Ia achando interessante até você começar a falar que foi uma leitura não muito boa.. Achei a premissa interessante pra caramba, e mesmo já tendo um pouco dessa temática por aí, do protagonista voltar no tempo e tal, achei que seria mais instigante. Que pena que não foi uma boa leitura. Mas obrigada pela dica!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  6. Li um livro desse autor há alguns anos e não fiquei impressionada com escrita dele.
    Quando comecei a ler a sua resenha, achei que talvez valesse dar uma nova chance, mas agora acho melhor confiar no meu primeiro julgamento e deixar para lá!! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Oiiiii,

    Pela premissa eu tinha ficado bem curiosa pra saber como que as coisas iam acontecer, o que houve para a vida pessoal dele ter desandado e como voltar no tempo o ajudaria. Mas estas cenas detalhadas serem a única coisa que prendeu na leitura não são o suficiente para me fazer ler, e saber que o final foi aberto e que você ficou mais frustrada do que tudo realmente não me deixam com nenhuma vontade de conhecer a história, mas também porque não faz muito o meu tipo de leitura, para quem gosta deste tipo de leitura pode ser que a leitura agrade mesmo com todos os poréns.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Já tinha visto sobre esse livro e confesso que a capa não me atraiu, porém o enredo é daqueles que deixam a gente roendo unhas de curiosidade.
    Gosto de dramas e não vejo problemas em finais em aberto desde que o autor saiba conduzi-lo.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Olá, é terrível quando somos enganados assim pela capa, né?! Ainda mas quando estamos em busca de uma leitura mais leve. Ainda não conhecia esse livro e como detesto finais abertos não fiquei com vontade de ler esse.

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Nossa parece bem chatinho mesmo em. Pela sua resenha deu para perceber que você não curtiu nada, nada do livro. Mas mesmo assim obrigada por trazer suas impressões, eu mesma já vou passar reto por essa obra. Beijuh

    ResponderExcluir

© Viver em dois mundos - 2016 | Todos os direitos reservados| Tecnologia do Blogger.